Acordo quer ampliar consumo de alimentos da agricultura familiar

by itlabs
425 views
AGRICULTURA FAMILIA DESTAQUE

AGRICULTURA FAMILIA DESTAQUESegundo o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, será dado incentivo para que alimentos mais saudáveis sejam produzidos

Um acordo de cooperação assinado nesta quinta-feira, 24, entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário e o movimento Slow Food – Organização não governamental – vai ajudar a promover e apoiar a produção e o consumo de alimentos vindos da agricultura familiar e de assentamentos rurais brasileiros. O documento visa a preservação e a valorização de alimentos típicos encontrados em territórios rurais.

 

“Hoje estamos juntos aqui firmando um termo de cooperação no sentido de consolidar a segurança alimentar e nutricional do povo brasileiro”, disse o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias. Segundo o ministro, será dado incentivo para que alimentos mais saudáveis sejam produzidos, com incentivos, apoio técnico por meio da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, para que os agricultores e agricultoras familiares possam produzir cada vez mais alimentos saudáveis.

 

O movimento Slow Food acredita que a maneira como as pessoas se alimentam têm influência na biodiversidade da terra e também nas tradições. Seus seguidores defendem que a alimentação deve ser produzida de maneira que respeite o meio ambiente e também os produtores.

 

Biodiversidade  – Carlo Petrini, fundador e presidente do movimento, disse que com o acordo, será possível fortalecer a biodiversidade do país. “Fortalecer os produtos e a biodiversidade dos produtos que não são muito conhecidos nas comunidades e na cidade. Essa é a primeira coisa. Valorizar o patrimônio alimentar deste país que em muitos lugares não é conhecido pelo brasileiro e que tem oportunidade de ter grande valor para a economia”. Para ele, os agricultores familiares são os defensores da biodiversidade. A sabedoria dessas pessoas precisa ser preservada.

 

Segundo o termo assinado, o Slow Food fará um mapeamento das comunidades no país, além de catalogar na chamada Arca do Gosto, alimentos que podem ser extintos. O ministério, por meio da Secretaria da Agricultura Familiar (SAF) dará apoio para a execução do mapeamento, além de articular com outros ministérios e organizações, ações para que os alimentos sejam valorizados.

 

Como exemplo de alimento em extinção, o presidente do movimento Slow Food no Brasil, Georges Schnyder citou a fruta brasileira umbu. “Ele [umbu] entrou primeiro na Arca do Gosto que é um catálogo que o movimento tem no mundo inteiro de produtos que estão em extinção. Trouxemos o umbu para a Arca e mais recentemente fizemos uma Fortaleza, que é outro programa para garantir que este produto continue sendo produzido pela comunidade”.

 

A parceria com o ministério dará mais capilaridade para que os produtos possam ser mais conhecidos pela população. “No momento que o ministério trabalha nessas comunidades, o que vamos fazer: vamos ampliar a exposição e o consumo desses produtos para garantir a subsistência deles. É isso que o Slow Food tem: capacidade de capilaridade”, disse Schnyder.

 

Agência Brasil

Por supuesto, hay algunos asuntos que ustedes son debe considerar sobre los medicamentos. Actualmente más de quoter de hombres mayores de 50 años reportó algún grado de dificultades eréctiles. Por lo general, tanto los hombres como las mujeres sufren de problemas sexuales. Nuestro artículos de oficina se centra en “Genérico Zithromax“. ¿Cómo puede ser obtenerlo información adicional detallada sobre todo “Genérico Zitromax“? Más información adicional sobre Kamagra disponible en “Genérico Azitromicina“. Si necesita tomar una decisión medicamentos recetados, pídale a su médico que verifique primero sus niveles de testosterona. Es seguro que debe tomar en consideración los efectos secundarios potencialmente graves antes de comprar cualquier medicamento. Antes de usar este medicamento, informe a su médico si es alérgico a cualquier cosa.

Veja mais