Aprovadas emendas do deputado Zé Silva em benefício da assistência técnica e aquisição de alimentos

by itlabs
14227 views

A Comissão de Agricultura, Pecuária e Abastecimento da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (18), duas importantes emendas de autoria do deputado federal Zé Silva (Solidariedade/MG), no Orçamento da Geral da União para 2018.

A emenda, no valor de R$ 266.084.598, beneficiará o Serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater), e atenderá as demandas da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead), outra importante emenda aprovada, favorecerá o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), no valor de R$ 318.000.000.

Os recursos deverão fomentar as atividades de Ater, no país, com o objetivo de impulsionar a produção e a produtividade dos setores, que na grande maioria, não têm acesso a novas tecnologias e nem à assistência técnica, entre eles: agricultores familiares, pescadores, extrativistas, assentados da reforma agrária.

“A nossa agricultura sairá fortalecida com investimento e política agrícola que busca atuar no cotidiano dos agricultores. Além, de levar soluções tecnológicas, organizativas e viabilizar o acesso a políticas públicas aos agricultores, e também, promover a segurança alimentar e nutricional dos brasileiros”, explica Zé Silva.

A Comissão também aprovou emendas no valor de R$ 300.000.000 milhões, para Pesquisas Agropecuaria e R$ 313.615.320 para fomentar o setor Agropecuário. O valor total dos benefícios é de R$ 1.197.699,918.

“Um dia histórico para Anater, vamos investidos cada centavo para melhorar a vida dos agricultores familiares do nosso Brasil, além de garantir a estruturação e o fortalecimento das Entidades Estaduais de ATER do Brasil, com mais autonomia financeira”, explica o presidente da Anater, Valmisoney Moreira Jardim.

Anater – É responsável por promover, estimular, coordenar e implementar programas de assistência técnica e extensão rural, com vistas à inovação tecnológica e à apropriação de conhecimentos científicos de natureza técnica, econômica, ambiental e social. Tem a competência para contratar serviços de assistência, extensão rural e articular com os órgãos públicos e entidades privadas principalmente as Emateres, e também cabe a Anater, liderar a universalização dos serviços para os agricultores familiares e os médios produtores.

Deputado concluiu afirmando que continuará lutando para estruturar e fortalecer a extensão rural brasileira e principalmente a valorização dos extensionistas.

Tramitação – As emendas serão submetidas à aprovação da Comissão Mista de Orçamento, em seguida, apreciadas pelo plenário da Câmara dos Deputados.

Veja mais