DEPUTADO ZÉ SILVA COORDENADOR DO GRUPO “CONECTIVIDADE RURAL” DA FPA

by itlabs
599 views

O deputado Zé Silva (Solidariedade/MG), é coordenador pela Frente Parlamentar da Agropecuária no Grupo “Conectividade Rural”, junto com os ministérios da Agricultura e Ciência e Tecnologia.

O objetivo do grupo “Conectividade Rural” é a construção de uma ação construtiva da iniciativa privada e do Governo Federal para viabilizar a internet em todas as propriedades rurais do Brasil, possibilitando o acesso dos agricultores as tecnologias de primeiro mundo. “Vivemos uma transformação digital em todas as áreas. A agricultura por sua vez também aumentou a conectividade e é possível a conexão massiva de dispositivos e sensores de comunicação de maquinário agrícola. A automatização dos processos de produção impacta a produção no campo de forma sustentável. Como extensionista rural e engenheiro agrônomo acredito no avanço da produção agrícola, por meio da conectividade”, deputado Zé Silva.

O deputado Zé Silva, avalia que qualquer ação inclusiva não pode interferir no aumento das desigualdades no campo já que grande parte não tem acesso a terra, portanto não são atendidos pelas políticas públicas.”Em Minas Gerais cerca de de 70 mil agricultores não tem escritura, portanto inviabiliza acesso às políticas públicas”, deputado Zé Silva

Zé Silva explica ainda que enquanto o mundo moderno usa fibra ótica é preciso que o Brasil defina qual será a tecnologia a ser utilizada no projeto de internet rural. “Uma tecnologia que não se torne “arcaica” rapidamente e perca os recursos investidos”, deputado Zé Silva

O deputado explica ainda que segundo projeto do “Conectividade Rural” – o governo terá que se responsabilizar referente ao Estado participativo especificamente aos produtores rurais de pequeno porte ou do agro familiar.Ex:Disponibilizar rede de transmissão, além da manutenção,a exemplo de como é promovido pelas companhias de água e energia elétrica.

Outro tema que será trabalhado pelo grupo é que os recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações – Fust, migre para o projeto “Conectividade rural”, já que o TUP (Telefone de Uso Público), popularmente conhecido como orelhão, é cada vez mais raro nas calçadas brasileiras. Dados da Anatel de janeiro de 2019 mostram que sobraram 371.835 aparelhos. Os telefones, porém, continuam sendo desligados em ritmo acelerado. De janeiro de 2018 a janeiro de 2019, foram desativados 482.522 aparelhos, ou 56% dos 854,3 mil aparelhos que existiam no Brasil no início do ano passado.

A primeira reunião do grupo ocorrerá na quinta-feira (4) de julho no Ministério da Agricultura.

Veja mais