Deputado Zé Silva recebe medalha Ordem do Mérito de Ater

by itlabs
536 views

Extensionistas homenageados em Brasília

Em comemoração aos 70 anos da extensão rural brasileira o deputado federal Zé Silva (Solidariedade/MG), foi homenageado pela Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) com a Medalha Ordem do Mérito Especial, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido no Congresso Nacional em benefício da valorização do serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural. Extensionistas de vários estados foram agraciados com a Medalha Ordem do Mérito de Ater.

A outorga da comenda ocorreu durante a solenidade de abertura da Semana Nacional do Extensionista Rural 2018, no auditório Nereu Ramos na Câmara dos Deputados.

“Gratificante fazer parte dessa história de luta. Como extensionista sei da importância do serviço de assistência técnica para o desenvolvimento da agricultura brasileira, principalmente no que diz respeito à agricultura familiar. E por meio da extensão rural que o Estado brasileiro chega às comunidades que mais precisam. O Congresso Nacional tem um papel fundamental para ajudar a extensão rural vencer seu maior desafio, que é a sustentabilidade financeira”, disse Zé Silva

O parlamentar destacou ainda que que o governo federal precisa mudar a maneira de “ver” o extensionista e ampliar os recursos aplicados, na extensão rural. “As entidades de assistência técnica, públicas e privadas, não podem depender de convênios burocráticos, que são inadequados para o repasse dos recursos”, explicou o parlamentar

Durante o evento a Agência apresentou as os resultados e as perspectivas das ações da Anater na reestruturação da assistência técnica e extensão rural no Brasil e na promoção do desenvolvimento rural sustentável, tendo como centro do debate a integração entre a Ater, o ensino e a pesquisa.

“ Anater mudará o cenário da extensão rural em todo país, valorizando os extensionistas que são responsáveis por levar novas tecnologias até os grotões brasileiros, que permitirá aos agricultores produzir com mais qualidade e obter a renda necessária para garantir a sua permanência e das gerações futuras no campo”, conclui Zé Silva

Extensão rural – A extensão rural brasileira conta com a força do trabalho de 16 mil extensionistas de campo e mais de nove mil profissionais administrativos, para um universo de 4,3 milhões de agricultores familiares. Mas apenas, a metade desses agricultores são assistidos, e isso, segundo dirigentes do setor, afeta na geração de renda do meio rural e compromete a segurança alimentar da população, pois mais de 2 milhões de agricultores ficam sem acesso à assistência técnica . Os serviços de ATER estão presentes em 5.359 municípios (96% do país), mas com uma força de trabalho muito aquém do necessário, para atender a totalidade dos produtores. Os agricultores que recebem esses serviços têm uma produtividade quase quatro vezes maior do que os que não recebem.

Veja mais