Desburocratização do serviço de assistência técnica destaque da reunião da Frente Parlamentar de Ater

by itlabs
523 views
okF

okFO funcionamento da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) e a desburocratização do serviço de ATER foram temas da 1º reunião de 2017, da Frente Parlamentar da Assistência Técnica e Extensão Rural na Câmara dos Deputados.

 

A Frente que reúne parlamentares de todo Brasil é presidida pelo deputado Federal Zé Silva (Solidariedade/MG) e tem como objetivo acompanhar, propor e analisar projetos e programas referentes à assistência técnica e extensão rural, além de promover gestão junto ao governo federal, estadual e municipal na política de assistência técnica e extensão rural e buscar a redução das desigualdades sociais no campo, entre outras atividades.

 

O encontro aconteceu na Câmara dos Deputados, e contou com a presença de parlamentares membros, presidente da Anater, Valmisoney Jardim, representantes da Federação Nacional dos Trabalhadores da Assistência Técnica e do Setor Público Agrícola do Brasil (Faser), que elaboraram o plano de trabalho da Frente para 2017.

 

“Depois da criação da Anater foi à primeira vez que fizemos uma reunião para traçarmos uma agenda de trabalho, uma luta iniciada em 2006. Acredito que possamos desburocratizar o serviço de Ater, a partir da nova relação federativa, entre o governo federal e os governos estaduais, por meio da Anater, os recursos serão repassados sem a burocracia dos convênios, para livre aplicação, com o objetivo de ampliar a abrangência e a qualidade do serviço de assistência técnica ofertado aos agricultores familiares”, explica Zé Silva.

 

O deputado esclareceu que atualmente apenas 50% dos agricultores recebem assistência técnica consequentemente  caminham na direção da universalização. “O serviço de Ater leva políticas públicas às famílias do meio rural, portanto a assinatura do Pacto Nacional para o Fortalecimento da Ater implica na melhoria das ações de assistência técnica. A extensão rural é um serviço que completa 68 anos em 2017 e a expectativa é de ampla valorização que vai desde concurso para contratação de novos funcionários”, disse Zé Silva.

 

Trabalhos – Durante o encontro o deputado Zé Silva, apresentou os trabalhos realizados pela Frente, como encontros regionais, audiências públicas e sessões solenes, ações práticas de valorização da Ater, na oportunidade Zé Silva, apresentou ainda a agenda 2017.

 

Na programação agendada para o dia 30 de junho o Seminário “A Ater que Queremos e o Brasil precisa”, no Ceará, além da Semana de Ciência e Tecnologia, que ocorrera na Câmara dos Deputados.

“Dentro da possibilidade orçamentaria vamos desenvolver projetos para as comunidades tradicionais e de agroecologia, por meio de chamadas especificas a esses públicos. Fica o desafio para 2017,aprovar o quanto antes nosso aditivo de gestão para possamos levar o serviço de ATER com qualidade nesse primeiro momento para cerca de 200 mil famílias”, disse o presidente da Anater, Valmisoney

 

“Defendo o fortalecimento da Anater para estruturar e qualificar os serviços de assistência técnica e extensão rural do país. Vamos nos mobilizar para aprofundarmos o debate, ouvirmos os pequenos produtores e estabelecer estratégias de ação daqui por diante”, afirmou o vice-Presidente da Frente deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB/CE)

 

“Agenda positiva em defesa das Emateres, acredito que os agricultores serão os maiores beneficiados, com ações e conquistas de valorização dos extensionistas, por meio da Frente”, deputado Luiz Cláudio, representante do Norte.

 

“Encontros regionais da Frente nos Estados são indispensáveis para que os extensionistas, sejam ouvidos, assim seguiremos com a luta pela valorização desse importante serviço”, deputado Federal César Halum

 

Anater – A Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural é responsável por promover, estimular, coordenar e implementar programas de assistência técnica e extensão rural, buscando à inovação tecnológica e o aprimoramento dos conhecimentos científicos de natureza técnica, econômica, ambiental e social, criada em 2005.

Veja mais