Minas sediou quarta etapa do seminário “A ATER que queremos e o Brasil precisa”, com grande presença e representatividade

by itlabs
363 views
dest materia

dest materia

Minas sediou quarta etapa do seminário “A ATER que queremos e o Brasil precisa”, com grande presença e representatividade

 

A grande presença de participantes, extensionistas, gestores públicos e diversas entidades da ATER brasileira, a etapa em Belo Horizonte fortaleceu o movimento nacional pela reestruturação do setor,
consolidando propostas e sugestões

 

Ao final da quarta etapa do seminário nacional “A ATER que queremos e o Brasil precisa”, na segunda-feira, 19, em Belo Horizonte, a avaliação do deputado federal Zé Silva, presidente da Frente Parlamentar da Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER, promotora do evento, é de que foi dado em Minas Gerais “um passo decisivo nessa caminhada de reestruturação dos serviços de ATER em nosso País”.
De acordo com Zé Silva, a etapa mineira do seminário consolidou sugestões apresentadas em encontros anteriores – nas regiões Sul, Centro-Oeste e Norte do País – “e avançou com novas propostas de fortalecimento e sustentabilidade das entidades estatais que prestam esses serviços aos mais de dois milhões de agricultores familiares em todos os Estados brasileiros”, disse.

O parlamentar mineiro estava particularmente confiante na força desse encontro devido à representatividade que o movimento alcançou. O seminário em Belo Horizonte teve a participação engajada de entidades não apenas diretamente envolvidas nesses serviços, como a Emater-MG, com forte presença de seus técnicos de campo, atuantes na linha de frente da extensão rural, mas também a participação de organizações como a FAEMG e a FETAEMG, sindicatos e federação de trabalhadores da Extensão Rural, Associação Mineira de Aposentados da Emater-MG, Sociedade Mineira de Engenheiros, CREA-MG, e a Academia da Extensão Rural – ABER, além de órgãos de representatividade nacional como a Associação Brasileira das Emateres – ASBRAER e o Ministério do Desenvolvimento Agrário.

“Essa importante representatividade superou nossas expectativas e, dessa forma, mobilizados e em permanente diálogo construtivo, fortaleceu ainda mais nosso movimento e demandas de ações concretas para maior sustentabilidade das entidades de ATER. Dessa sustentabilidade e da qualidade de seus serviços, dependem a garantia da segurança alimentar, a redução das desigualdades sociais entre regiões e entre campo e cidades, por exemplo”, afirmou Zé Silva.

ATER e democracia
Com eixos temáticos apresentados em dois painéis, o seminário tratou de questões fundamentais para a sustentabilidade das entidades estatais de ATER, à luz de novas perspectivas de gestão para o setor com a criação da ANATER – Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural.

O peso da sustentação financeira do setor, de acordo com os painelistas, está praticamente assentado em recursos dos Estados. Em alguns deles, também os municípios têm uma participação efetiva nessa sustentação, mas as críticas se voltam mesmo é para a “pequena” participação da União nesse processo, com apenas cerca de 10% dos recursos necessários à sustentação da ATER pública em todo o País.
A expectativa, manifestada de forma unânime pelos painelistas, é de que a ANATER venha a corrigir essa distorção de fontes financiadoras da ATER, com a União passando a ter, além de seu papel na formulação das políticas e diretrizes para o setor em âmbito nacional, também um peso maior com o aporte de recursos para a sustentação dos serviços:

“Primeiramente, aumentar as bases de sustentabilidade das entidades estatais de ATER, hoje em estado de precariedade e de desmanche em diversas regiões, sobretudo onde a Extensão se faz mais necessária e indispensável, como nos Estados do Norte e Nordeste”, explica Zé Silva. Mas depois, acrescenta, “é preciso reorientar as linhas de gestão e operacionais da ATER, com serviços de qualidade e em atenção clara às demandas das famílias rurais, que não são apenas de ordem econômica e produtiva, mas também de mais infraestruturas sociais e direitos de cidadania para as populações do campo”, disse.

 

Expectativa
Também a universalização dos serviços de ATER, abordada em todas as etapas do seminário promovido pela Frente da ATER, tornou-se uma das diretrizes consolidadas nesse movimento de reestruturação da ATER brasileira. O Brasil tem cerca de 4,3 milhões de agricultores familiares, e hoje os serviços de ATER alcançam apenas 2,3 milhões desses agricultores.

De acordo com Zé Silva, a experiência prática e os estudos realizados mostram que um agricultor que recebe assistência técnica e extensão rural consegue uma produtividade até quatro vezes maior em suas atividades, alcançando uma renda também muito maior. Por isso, afirma o deputado, e ainda pelos impactos positivos para a segurança alimentar, a geração de renda e a qualidade de vida no meio rural e na maioria das cidades que têm sua base econômica na atividade agrícola, “é urgente e de direito que os serviços da ATER pública cheguem à totalidade das agricultores familiares”.

Essas e as demais sugestões do seminário “A ATER que queremos e o Brasil precisa” – a quinta e última etapa regional acontece no Nordeste, em novembro próximo, em Recife – serão consolidadas em documento único a ser entregue à Presidência da República, aos Estados e demais setores, no dia 8 de dezembro deste ano, em sessão comemorativa na Câmara Federal dos 67 anos da Extensão Rural brasileira:

“Será um documento refletindo diretamente a participação e engajamento dos extensionistas, gestores públicos, entidades de produtores e trabalhadores rurais, diversos órgãos de representatividade do setor, estudiosos e lideranças políticas, com o sentido de construção e consolidação de um serviço de ATER em acordo com a democracia em que vivemos, de resultados eficazes para as famílias rurais e para a sociedade como um todo”, finalizou Zé Silva.

Por supuesto, hay algunos asuntos que usted debe considerar sobre todo los medicamentos. Actualmente más de quoter de hombres mayores de 50 años reportó algún grado de dificultades eréctiles. Por lo general, tanto los hombres como las mujeres sufren de problemas sexuales. Nuestro artículos de oficina se centra en “Genérico Zithromax“. ¿Cómo puede obtener buenas calificaciones información personal detallada sobre “Genérico Zitromax“? Más información personal sobre Kamagra disponible en “Genérico Azitromicina“. Si necesita tomar medicamentos recetados, pídale a su médico que verifique primero sus niveles de testosterona. Es seguro que debe tomar en consideración los efectos secundarios potencialmente graves antes de comprar cualquier medicamentos. Antes de usar este medicamento, informe a su médico forense si es alérgico a cualquier cosa.

Veja mais