Nota

by itlabs
574 views

Desde o desastre ocorrido em Brumadinho-MG, no dia 25 de janeiro, brasileiros, em especial, os mineiros que vivem as margens ou próximos à barragens estão em alerta, inseguros e preocupados sem saber se correm os mesmos riscos.

No dia 13, durante a Comissão Geral, realizada na Câmara dos Deputados, indicamos o vereador Silvano, de Nova Lima, o qual denunciou em plenário, a situação dos moradores.

A evacuação de famílias ocorrida neste sábado (16), em Macacos, distrito de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, fez com que tomassemos uma importante decisão:
Como coordenador da Comissão Externa
destinada a fiscalizar as barragens existentes no Brasil, em especial, acompanhar as investigações relacionadas ao rompimento da barragem em Brumadinho-MG, informo que irei requerer, em caráter de urgência, às empresas e órgãos de fiscalização, os laudos de estabilidade de todas as barragens de rejeito existentes no Brasil, em operação ou em descomissionamento.

A evacuação em Nova Lima é a terceira por risco de rompimento
após Brumadinho. Em Barão de Cocais e Itatiaiuçu, na região Central, inúmeras famílias precisaram sair às pressas de suas casas e permanecem fora sem perspectiva de retorno.

A falta de informação segura e confiável provoca pavor e medo na população que não pode mais aguardar por esclarecimentos.

A Comissão Externa nos 10 dias de criação aprovou o plano de trabalho e iniciou o primeiro ciclo de audiências públicas, a primeira com a presença do presidente da Vale, diretor da Agência Nacional de Mineração e do Procurador Geral do Ministério Público de Minas Gerais, entre outros. Na próxima terça-feira (19) os órgãos de fiscalização e controle são convidados a darem esclarecimentos sobre a legislação, práticas e medidas utilizadas, principalmente após a tragédia.

Deputado Federal Zé Silva
Solidariedade MG

Veja mais