Por mais politicas públicas para a juventude

by itlabs
583 views
jovens

Zé Silva*
O Brasil, infelizmente, ainda carece muito de políticas para apoio e desenvolvimento de ações de fomento ao empreendedorismo da nossa juventude. Em razão dessa carência, temos reivindicado no Congresso Nacional que os governos federal e estaduais, pelo menos, sejam mais ativos na criação e implementação dessas políticas para os mais de 51 milhões de jovens na idade entre 15 e 29 anos.jovens

Vão nesse sentido de apoio aos jovens alguns projetos de Lei de nossa autoria que tramitam na Câmara. Entre eles, o que determina reserva de vagas em cursos de graduação em Ciências Agrárias, em instituições federais, para filhos de agricultores familiares que cursarem integralmente o ensino médio em escolas do meio rural ou em escolas técnicas agrícolas. O projeto cria a Universidade Federal do Sertão, com sede em de Patos, na Paraíba, e a nossa indicação é de criação da Universidade Internacional do Semiárido, em Montes Claros.

Esse nosso trabalho de apoio à juventude vem desde 2004, quando, na presidência da Emater-MG, criamos e implementamos o programa “Transformar Minas com a Juventude Rural”, voltado para jovens de comunidades rurais, setores mais carentes que o meio urbano de apoio e políticas focadas em seu ambiente e condições de vida.

Com o programa, milhares de jovens de todas as regiões mineiras tiveram cursos de capacitação profissional, formação para a cidadania e apoio com fomento e projetos técnicos para se iniciarem em atividades profissionais. Infelizmente, são projetos que não tiveram continuidade, e isso, com certeza, dificulta a formação de capital humano no campo, com todas as suas consequências, como migração desenfreada e mais desafios para inovações na tecnologia e economia agrícolas.

E ainda por cima, os poucos programas existentes para a juventude não têm uma divulgação adequada e na medida necessária ao seu conhecimento. Isso acontece, por exemplo, com o programa do governo federal “ID Jovem – Identidade Jovem”. Criado em outubro de 2015, o ID Jovem apoia os brasileiros entre 15 e 29 anos com renda familiar de até dois salários mínimos devidamente cadastrados com o NIS – Número de Identificação Social, com ações de inclusão social e melhoria de sua qualidade de vida. Mais informações sobre o ID Jovem, deve-se acessar os endereços juventude@presidencia.gov.br ou o site www.juventude.gov.br.

(*) Agrônomo, extensionista rural, deputado federal pelo Solidariedad.e/MG

Veja mais