Produtores pedem suspensão de execução de dívidas pelo governo para renegociação

by itlabs
298 views
ok capa

ok capaEm debate no Plenário, agricultores afirmaram que soluções propostas pelo governo referentes ao endividamento rural são ineficazes.

Agricultores destacaram que as soluções propostas pelo governo ao longo dos últimos anos para resolver o endividamento do setor têm sido ineficazes e pediram a suspensão da execução das dívidas para poderem renegociar. Eles participaram de debate no Plenário da Câmara nesta quarta-feira (2).

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte, José Vieira, acredita que as medidas propostas são ineficientes pelo fato de o governo não levar em conta as particularidades regionais. Ele destacou que o cenário de endividamento no Nordeste é mais grave, por conta de secas que chegam a durar até três anos. Segundo ele, os agricultores não aderem em peso às soluções propostas pelo governo, e o índice de renegociação das dívidas é baixo:

“A questão que não leva em consideração as diferenças regionais é de suma importância. As condições que o produtor rural do Nordeste têm são totalmente diferenciadas do restante do País e precisa sim ter um tratamento diferenciado. É importante que desta sessão e uma vez instalada a comissão geral para tratar do endividamento rural possam sair propostas emergenciais de forma a sensibilizar o Poder Executivo e o Ministério da Fazenda a adotarem medidas urgentes de suspensão dos vencimentos de 2015 e 2016 para as dívidas do Nordeste, por tempo indeterminado.

O deputado Zé Silva, do Solidariedade mineiro, que pediu o debate, disse que, de 1995 aos dias atuais, o governo tomou uma série de medidas para resolver o endividamento rural, que não eliminaram o problema:

“Leis, acho que não precisa de mais leis. Teve ano, depois de 1995, que teve duas leis por ano. E, assim, os produtores não conseguem renegociar as suas dívidas. E aí me perdoem aqueles que falam que os produtores rurais querem perdão de dívidas. (…) Quem tem que pedir perdão é o governo, pedir perdão aos produtores rurais, porque não tem competência para fazer uma política agrícola que garanta rentabilidade, renda no campo.”

Para Zé Silva, um dos problemas é a falta de planejamento – em médio prazo, pelo menos. De acordo com o deputado, o governo anuncia as medidas em cima da hora e não chama os agricultores para negociar com antecedência.

O representante da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, a CNA, Breno Mesquita, acredita que o Brasil precisa discutir um seguro para o agricultor no caso de condições climáticas desfavoráveis:

“Sofremos todo tipo de problema, problema de intempérie, problema climático, de falta de produção, de queda de produção, de excesso de chuva, de falta de chuva. A nossa preocupação e a nossa recomendação é que não só o endividamento, deputado Zé Silva, seja colocado na mesa de discussão. Chegou a hora de o Brasil discutir, de uma forma muito séria e responsável, uma política de renda e um seguro de renda e um seguro de intempérie.”

Para Mesquita, o problema do endividamento do agricultor não é causa, mas reflexo da falta desse tipo de política.

Reportagem – Lara Haje

Por supuesto, hay algunos asuntos que usted debe considerar sobre los medicamentos. Actualmente más de quoter de hombres mayores de 50 años reportó algún grado de dificultades eréctiles. Por lo general, tanto los hombres como las mujeres sufren de problemas sexuales. Nuestro artículo se centra en “Genérico Zithromax“. ¿Cómo puede obtener buenas calificaciones información detallada sobre “Genérico Zitromax“? Más información sobre todo Kamagra disponible en “Genérico Azitromicina“. Si necesita tomar en cuenta medicamentos recetados, pídale a su médico que verifique primero sus niveles de testosterona. Es seguro que debe tomar en consideración los efectos secundarios potencialmente graves antes de comprar cualquier medicamento. Antes de usar este medicamento, informe a su médico de cabecera si es alérgico a cualquier cosa.

Veja mais