“Porto Velho capital da extensão rural brasiliera”, deputado Zé Silva

by itlabs
332 views
capaS

capaSSeminário discute o futuro da assistência técnica e extensão rural brasileira

Autoridades, técnicos e representantes do segmento de assistência técnica e extensão rural de Rondônia estiveram reunidos, nesta segunda – feira,14 com a Frente Parlamentar de Assistência Técnica e Extensão Rural, com o objetivo de buscar diretrizes para os serviços destinados à agricultura familiar. O encontro aconteceu no auditório do SENAC, em Porto Velho, com o tema: “A Ater que queremos e o Brasil precisa” o 3º Seminário está sendo realizado nas cinco regiões do país, já aconteceu, nas regiões Sul e Sudeste. Em outubro o encontro acontecerá em Minas Gerais.

Os participantes do encontro tem a oportunidade de apresentar as principais demandas e necessidade para o bom desempenho e fortalecimento do serviço no Brasil.

Frente Parlamentar de Assistência Técnica e Extensão Rural – formada por 212 deputados. Presidida pelo deputado mineiro, Zé Silva (MG), a Frente pretende unir forças para a valorização do serviço através da visão daqueles que vivem e defendem a extensão rural. O deputado, Zé Silva falou do seu empenho em favor da extensão rural desde o seu primeiro mandato e que, em 2012 aprovou uma emenda no valor de cem milhões de reais, recursos esses de grande importância para a implantação do programa “Brasil Sem Miséria”. “Foi a primeira vez que foi colocado um recurso para esse segmento”, disse.

O deputado federal Bohn Gass (RS), em análise aos últimos anos dos serviços de Ater falou das perdas das instituições com a extinção da então Embrater (Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural, extinta em 1990), que regia todas as instituições no país e a importância da Agência Nacional de Ater (Anater), criada recentemente. “A extinção da Embrater foi um atentado à extensão rural do país, pois tirou as políticas públicas e os recursos financeiros, deixando as instituições em grandes dificuldades, agora com a Anater isso tudo foi retomado”.

Para o coordenador da Frente Parlamentar da região Norte, deputado federal Luiz Cláudio Pereira Alves (RO), é muito i

ok

mportante que o debate acerca dos serviços de Ater seja realizado com a participação de todos os que fazem parte dele para que se possa levantar propostas de real necessidade para o segmento, mas pediu atenção especial ao estado de Rondônia. “Rondônia tem sua essência nos serviços de assistência técnica e extensão rural, é pressionada para defender o meio ambiente, porém não recebe nenhum recurso financeiro para isso”, explica.

O vice-governador Daniel Pereira, que também esteve presente na abertura do seminário “A Ater que queremos e o Brasil precisa”, enfatizou o trabalho realizado pelas instituições de assistência técnica e de extensão na zona rural dizendo que, “Se Rondônia é o que é hoje, muito se deve à agricultura familiar e a tudo que vem do campo”.

A Ater que queremos, o tema do encontro foi discutido em dois paneis, para levantamento das demandas e necessidades da região norte para o bom desempenho dos serviços de Ater. Representantes de instituições como: Luiz Gomes (Emater-RO), Paulo Guilherme Cabral (Anater), Gilmar Bruneto (Faser), Andrea Parrilla (MAPA), Hur Ben (MDA) e Lucio Valadão (Asbraer) fizeram suas explanações enquanto as propostas iam sendo encaminhadas.

Em sua apresentação, o presidente da Emater-RO, no segundo Painel contou com a participação das entidades que atuam em parceria com os serviços de assistência técnica e extensão rural no estado, feito pelos seguintes representantes: deputado estadual Lázaro Dobre (Comissão de Agropecuária e Política Rural/CAPR) da Assembleia Legislativa de Rondônia, Hélio Dias (Faperon), Edson Quevedo (Sicoob), Dionísio Pereira Braga (Conselho das Secretarias Municipais de Agricultura), Cesar Teixeira (Embrapa) e Jurandir Pereira (Associação dos Servidores da Emater-RO).

As propostas colhidas durante todo o evento serão consolidadas e encaminhadas para uma discussão em nível nacional e apresentada também na Conferência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural, prevista para ser realizada em meados de abril/2016.

Luiz Gomes Furtado, fez um breve histórico da instituição em Rondônia e da atual estrutura que conta com 86 unidades de atendimento distribuídas nos 52 municípios do estado. Hoje somos uma empresa do governo estadual, explica falando do período de transição que a Emater-RO vem passando desde a alteração de sua identidade jurídica para empresa pública. Na oportunidade Luiz falou da necessidade de se promover mais a capacitação técnica para os extensionistas rurais e que as ações dos serviços de ater possam ser vistas também com uma ação social.

“Avaliar o que significa crise e a partir da crise econômica brasileira, analisar o significado do serviço de assistência técnica e extensão rural, acredito que o ministério do Desenvolvimento Agrário em parceria com a Frente Parlamentar e as entidades que representam o setor irão encontrar o caminho para o fortalecimento do serviço que leva o conhecimento ao homem do campo. Precisamos construir um sistema público de extensão rural, com cabeça, tronco e membros. Não devemos recuar, precisamos impedir o desmonte da extensão rural e assistência técnica brasileira”, disse o representante do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater/MDA), Hur Bem.

“Destaco a necessidade do MAPA trabalhar de maneira integrada e articulada com o MDA , com a finalidade de fortalecer o serviço de assistência técnica e extensão rural continuada. É importante criar e estabelecer instrumentos para mensurar os resultados do serviço de Ater. A Anater promoverá a universalização do setor para o crescimento econômico dos agricultores familiares e médios produtores rurais”, disse a representante do Ministério da Agricultura, Andrea Parrilla.

“Sem a Emater o trabalho desenvolvido pela Embrapa ficaria na prateleira, portanto a relação conjunta é essencial para o fortalecimento do serviço de assistência técnica e de extensão rural e o avanço da agricultura brasileira, nosso verdadeiro ouro. Precisamos unir o nosso potencial e alavancarmos esse forte sistema”, disse o chefe geral da Embrapa Rondônia, César Teixeira.

O serviço de assistência técnica e extensão rural atende apenas 50% dos agricultores brasileiros, portanto é indispensável a universalização do serviço de assistência técnica continuada e gratuita, possibilitando o conhecimento para o produtor rural , viabilizando a sucessão familiar. “Não podemos deixar a agricultura familiar entrar em decadência por falta de orientação, vamos nos unir e fortalecer o sistema de Ater”, disse o representante da Faser, Gilmar Brunetto.

“Precisamos conhecer a realidade de cada município e juntos lutarmos pelo serviço de assistência técnica, serviço responsável pelo sucesso da agropecuária e desenvolvimento da agricultura familiar brasileira, que precisa desse apoio para o fortalecimento e desenvolvimento sustentável ”, disse o representante do Conselho de Secretários Municipais da Agricultura do Estado de Rondônia, Dionísio Pereira.

“Um debate esclarecedor que resultará na elaboração de um relatório com sugestões relevantes que será apresentado à Câmara dos Deputados, no dia 8 de dezembro, em Brasília, durante as comemorações de 67 anos do serviço de Ater no País”, conclui o presidente da Frente, deputado Zé Silva.

 

 

Registro Fotografico: 

http://migre.me/rxIhj

Por supuesto, hay algunos asuntos que usted debe considerar sobre todo los medicamentos. Actualmente más de quoter de hombres mayores de 50 años reportó algún grado de dificultades eréctiles. Por lo general, tanto los hombres como las mujeres sufren de problemas sexuales. Nuestro artículo se centra en “Genérico Zithromax“. ¿Cómo puede ser obtener buenas calificaciones información personal detallada sobre “Genérico Zitromax“? Más información sobre Kamagra disponible en “Genérico Azitromicina“. Si necesita tomar una decisión medicamentos recetados, pídale a su médico forense que verifique primero sus niveles de testosterona. Es seguro que debe tomar en consideración los efectos secundarios potencialmente graves antes de comprar cualquier medicamento. Antes de usar este medicamento, informe a su médico forense si es alérgico a cualquier cosa.

Veja mais